top of page
Buscar
  • Foto do escritorProseg Seguros

Resseguro pode ajudar o mercado brasileiro a crescer



O resseguro tem função preponderante no crescimento do setor de seguros no Brasil, seja oferecendo ferramentas tecnológicas inovadoras para o desenvolvimento de novas coberturas ou plena capacidade para que as seguradoras possam atender os consumidores, inclusive as camadas da população de menor renda. Em síntese, essa foi a mensagem que o Head Reinsurance Brazil & Southern Cone Fred Knapp, passou em entrevista exclusiva ao CQCS para marcar os 10 anos de atuação da resseguradora no País.

“O ressegurador pode trazer soluções únicas, como arcabouço para expandir o mercado. Ainda há grande parte da população sem acesso ao seguro. Esse é o S do ESG. É preciso difundir o seguro de forma simples, para que todos entendam o que está sendo comprado”, assinalou o executivo, acrescentando que o resseguro exerce o papel de conectar regiões. “Somos capazes de trazer o que vem sendo feito de melhor na Ásia, Europa e EUA”, pontuou.


Segundo Knapp, 2022 foi um ano que “mostrou a real importância” do resseguro em carteiras como o seguro agrícola, muito impactado por eventos de grande porte. “O resseguro busca gerenciar volatilidades e severidades dos eventos. Aqui, houve uma curva de aprendizado importante do mercado como um todo. Outros países estão mais acostumados com terremotos e furacões, mas no Brasil, também ocorreram eventos catastróficos, como geadas, enchentes e secas prolongadas, revelando um aprendizado específico sobre o porquê de se contratar o resseguro”, comentou.


Para 2023, ele projeta uma nova fase de aprendizado para o mercado e assegura que a Swiss Re está pronta para ajudar, operando em distintas linhas de negócios e tendo, dessa forma, variadas soluções para as seguradoras. “É um diferencial muito importante ter soluções completas”, afirmou.


Knapp disse ainda que, além de disponibilizar soluções diferenciadas, é possível indicar para as seguradoras sua exposição e a pulverização de riscos de forma mais assertiva. Esse apoio será importante em um momento de prováveis ajustes nas taxas internacionais. “É importante o mercado se adequar à nova realidade, visto que já existe um movimento de endurecimento de taxas do resseguro e o Brasil caminha para estar cada vez mais alinhado ao mercado global”, alertou.


Contudo, ele ressaltou que o mercado brasileiro “é promissor” e apresenta muitas oportunidades. “Há casos em que a companhia precisa crescer uma operação, mas não tem capital. O resseguro pode ajudar neste caso como ferramenta financeira. Quando a gente conecta o setor com o que ocorre no mundo, há um mercado mais promissor para todos”, asseverou.


Knapp citou, entre oportunidades que se fortalecerão em 2023, o conceito do seguro de vida “simples”, de fácil aquisição, relembrando que já houve um aumento expressivo da compra do seguro de vida em 2022. Mas, ressaltou que ainda há muito trabalho pela frente. “Precisamos ampliar o acesso à proteção pelo consumidor final, viabilizando soluções assertivas e de fácil contratação”, concluiu.


Fonte: CQCS

3 visualizações0 comentário
bottom of page