Buscar
  • Proseg Seguros

Proteger é preciso!

Alexandre Nogueira faz um balanço dos dois anos de pandemia e traz o papel do seguro e da cultura da proteção nesse contexto



No dia 11 de março, completamos dois anos desde quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o início da pandemia de COVID-19. Ninguém poderia prever que passaríamos por um período tão longo convivendo com esta realidade pandêmica em nosso dia-a-dia. Durante esta jornada, passamos por uma grande transformação e por muitas situações que testaram nossa resiliência e, apesar de todas as provações e tristezas que vivemos, também nos trouxeram aprendizados.


Nossa perspectiva sobre o hoje e o amanhã mudaram de forma rápida e profunda. Podemos afirmar que se tornou ainda mais evidente a necessidade de proteger a família, o que conquistamos, assim como o momento presente e, claro, se prevenir para o futuro. Esta é uma atitude que deve fazer parte da nossa rotina diária e, também, do nosso planejamento.


Em termos de seguros, trata-se exatamente disso: planejamento. Fazer um seguro cria a confiança necessária para desenvolver projetos, constituir famílias e transformar sonhos em realidade garantindo que, durante todas as fases e momentos das nossas vidas, sempre tenhamos o apoio e o amparo necessários para garantir a continuidade das jornadas das nossas famílias e empresas.


Para ampliar a cultura do seguro é fundamental criar o hábito de fazer seguro. Dessa forma, a comunicação é um dos vetores principais para promover esta transformação, por meio da divulgação de conteúdos que motivem esta reflexão e que expliquem os produtos e serviços disponíveis de uma forma didática e interessante, adotando uma linguagem cada vez mais próxima da realidade das pessoas.


Uma comunicação assertiva ajuda a tornar mais latente que é preciso planejar e proteger. Esta afirmação me faz lembrar o célebre poeta Fernando Pessoa, que transformou a expressão para “Navegar é preciso, viver não é preciso” numa inspiração àqueles que buscam os rumos de suas vidas, mesmo diante das maiores tempestades. “Quero para mim o espírito dessa frase”, dizia o grande poeta.


O que considero fundamental como aprendizado desta expressão, diante do que já foi aqui exposto, é que precisamos trazer o espírito dela para ressaltar a necessidade de proteger a continuidade das nossas vidas, rotinas e negócios, mesmo depois de uma situação não prevista.

O que o vem por aí? O que o futuro nos reserva? Já que não é possível prever o futuro, precisamos planejar e nos proteger para o agora e para os dias que virão.

Todos que fazem parte deste valoroso time de profissionais do mercado segurador têm a nobre missão de ampliar a conscientização da sociedade sobre o tema, promovendo um maior entendimento da importância de buscar a proteção por meio do seguro. Afinal, fazer seguro é planejar. Planejar é proteger e proteger é fazer seguro. Proteger é preciso! Hoje, amanhã e sempre”.


Fonte: Mundo do Marketing

2 visualizações0 comentário