top of page
Buscar
  • Foto do escritorProseg Seguros

Nova visão do consumidor garante crescimento do setor nos próximos anos


Houve uma inequívoca mudança na visão da importância do seguro junto ao consumidor e isso vai se refletir no desempenho do setor em 2022 e nos próximos anos. A afirmação é do superintendente da Susep, Alexandre Camillo, para quem há outros fatores relevantes contribuindo para que a tendência de crescimento do mercado seja mantida ainda por um bom tempo. “Atribuo esse crescimento ao dinamismo do mercado, à sua capacidade de adaptação frente a este momento de pandemia e de transformação da sociedade. É um mercado muito resiliente e dinâmico”, acrescenta Camillo, em comunicado divulgado pela autarquia com os dados referentes ao desempenho do mercado no primeiro semestre.

A arrecadação do setor de seguros no primeiro semestre de 2022 somou R$ 168,80 bilhões. “Isso representa crescimento de 16,4% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram movimentados R$ 145,04 bilhões”, comemora o superintendente da Susep.

De acordo com a autarquia, o destaque do semestre foi a linha de negócio rural, que apresentou um crescimento de 38,7 % na arrecadação de prêmios no acumulado até junho, em comparação com o mesmo período de 2021.

Outros destaques foram os seguros das linhas riscos especiais patrimoniais e auto, que também apresentaram crescimento superior a 30%.

Os seguros de danos mantiveram a tendência de ascensão, com crescimento de 29,2% da receita de prêmios entre os dois períodos comparados.

Nesse segmento, chama a atenção o avanço da carteira de automóveis, cuja arrecadação atingiu R$ 22,8 bilhões no primeiro semestre, valor 30,9% superior aos dos seis primeiros meses de 2021.

Em junho, a sinistralidade do seguro de danos chegou a 53%, bem abaixo do percentual registrado em maio (61,2%), mas muito acima daquele apurado em junho de 2021 (40,7%).

Nos seguros de pessoas, a sinistralidade despencou de 57,1% para 33,5% entre junho de 2021 e o mesmo mês no atual exercício.


Fonte: CQCS


2 visualizações0 comentário
bottom of page