top of page
Buscar
  • Foto do escritorProseg Seguros

Hospital é atingido por incêndio e seguro é acionado para restabelecer atendimento


No último sábado (05) um incêndio atingiu parte de um ambulatório do Hospital Aristides Maltez, localizado no bairro de Brotas, em Salvador. Segundo a assessoria da unidade de saúde, alguns atendimentos foram suspensos e o seguro foi acionado para restabelecer o serviço aos pacientes o mais rápido possível. As informações são do site IBahia.

Considerado de pequena proporção, o incêndio foi detectado pelo sistema de segurança e as chamas foram combatidas pela brigada do hospital, em conjunto com o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. Ninguém ficou ferido, porém, diante do ocorrido, o hospital suspendeu a marcação de triagem e matrícula de novos pacientes para as especialidades do laboratório afetado pelas chamas. Em nota, o Hospital Aristides Maltez informou que acionou o seguro para reparar os danos e restabelecer o atendimento aos pacientes o mais rápido possível.

Em entrevista ao CQCS, o Advogado, Corretor de Seguros e Diretor do Sincor-DF, Dorival Alves lembrou que embora previsto por lei no Brasil, o Seguro Incêndio ainda não é contratado por grande parte dos empresários, órgãos governamentais e donos de estabelecimentos comerciais e empresariais, porém diante das constantes notícias de incêndio que tem ocorrido nos dias atuais, destruindo empreendimentos, os administradores passaram a dar uma maior importância para o produto.

“Muitas tragédias provocadas por incêndios, principalmente em hospitais, despertam a necessidade da contratação do Seguro Empresarial com a cobertura de Incêndio. Muito além dos prejuízos financeiros e patrimoniais, o administrador deve ter em mente a responsabilidade civil, no caso de indenizações às vítimas e aos seus familiares. É igualmente importante que as Importâncias Seguradas definidas para cada cobertura sejam compatíveis com os riscos expostos, e que os valores sejam o mais próximo possível dos necessários à reposição dos bens”, comentou.

O especialista também destaca que os hospitais têm a missão de cuidar das pessoas, dando a impressão de que são seguros. Portanto, conhecer os riscos através de uma inspeção de risco permite a elaboração de um plano de segurança que minimize as possibilidades de um incêndio ocorrer. Além disso, a ocorrência de um incêndio pode ser considerado grave em qualquer edificação, mas os incêndios em hospitais podem ser ainda mais desafiadores e difíceis de combater, em função de suas características, sendo a vulnerabilidade do público atendido como a principal.

“Contar com a expertise de profissionais Corretores de Seguros qualificados para a identificação dos riscos pode ajudar na elaboração de uma apólice com coberturas específicas e um menor custo de apólice. Além do Seguro Básico, a maioria das seguradoras oferece coberturas complementares para catástrofes naturais, como alagamentos e vendavais, outras como danos elétricos e a quebra de máquinas industriais, incluindo o Lucro Cessante, que é a perda de receita pela paralisação de uma atividade. O escopo de coberturas é amplo e varia em função da característica do risco”, finalizou o Diretor do Sincor-DF.


Fonte: CQCS


1 visualização0 comentário
bottom of page