Buscar
  • Proseg Seguros

Carteira de vacinação digital: o que vai acontecer agora com essa mudança


A praticidade é um dos principais benefícios do cartão de vacina digital


Depois de 26 de fevereiro de 2020, dia da confirmação do primeiro caso do novo coronavírus em território brasileiro, muita coisa mudou.


Ao invés de sair para conversar com aquele amigo, fazemos uma chamada de vídeo. Em vez de ir no mercado, selecionamos os produtos e eles vêm até nós.


Até a nossa caderneta de vacinas mudou. Agora, temos a carteira de vacinação digital, com as mesmas informações da carteira de papel, só que na palma da sua mão, muito mais simples!


Quando a vacina chegou ao Brasil?


Em 1804, o Marquês de Barbacena trouxe a primeira vacina ao país. No ano de 1904, sob forte influência de Oswaldo Cruz, o governo federal aprovou a obrigatoriedade da vacinação.


Ainda no mesmo ano, houve o fim da exigência graças à Revolta da Vacina. Depois disso, em 1908, o povo, desesperado por conta de uma nova epidemia de varíola, suplicou pela volta das vacinas. Elas retornaram e ajudaram a erradicar a doença.


Mas o que é carteira de vacinação?


Trata-se de um documento que mostra quais vacinas você tomou e o número de doses aplicadas. Ele é fruto do Programa Nacional de Imunização (PNI), criado em 1973, que ajudou a erradicar a varíola e a poliomielite, por exemplo.


Além disso, a caderneta serve para que o estado possa monitorar o nível de imunização dos brasileiros. E, claro, ajuda a sabermos quais vacinas já tomamos. Está tudo anotado, a fim de evitar confusões e, consequentemente, auxiliar no cumprimento do PNI.


Como você percebeu, o documento é antigo, mas a pandemia do novo coronavírus o colocou em evidência. Logo após a primeira ou segunda dose de imunizante, diversas pessoas publicaram fotos nas redes sociais segurando a carteira de vacina.


A primeira foto foi da enfermeira Mônica Calazans, a primeira pessoa a ser vacinada no Brasil. A fotografia foi tirada em 17 de janeiro de 2021, dia que marcou o início da imunização dos brasileiros.


Novo coronavírus no Brasil


O intervalo entre o primeiro caso registrado e a primeira dose aplicada foi de pouco menos de um ano.


26 de fevereiro de 2020 marcou o início da pandemia no Brasil. O primeiro caso aconteceu em São Paulo.


A partir daí, não foi possível impedir o avanço do vírus. Sem a existência da vacina, o isolamento social era o único método eficaz para evitar a proliferação da covid-19. Mesmo assim, milhares de pessoas ignoraram o isolamento.


Com isso, o novo coronavírus avançou de maneira desenfreada. Enquanto a vacina era elaborada, hospitais ficaram à beira do colapso e pessoas morreram esperando atendimento médico. Infelizmente, o novo coronavírus vitimou mais de 580 mil brasileiros.


Graças aos esforços de profissionais da saúde de todo o mundo, as vacinas foram criadas!


Como dito anteriormente, no Brasil, a primeira dose da vacina contra o COVID-19 foi aplicada em janeiro de 2021. Além de salvar vidas, as vacinas também promoveram a evolução da carteira de vacinação. Agora, você pode optar pela de papel ou a carteira de vacinação online.


Carteira de vacinação digital


Sem dúvida, o cartão de vacina digital é a melhor opção. São Paulo foi o primeiro estado a aderir a essa novidade, que está disponível, gratuitamente, no aplicativo Poupatempo Digital.


Além de conter todas as informações da carteira de papel, a digital também será usada para a validação do certificado de vacinação. Segundo o governo de São Paulo, a partir de setembro, alguns estabelecimentos irão exigir a apresentação do certificado.

Quem não migrar para a digital, terá que carregar o papelzinho, que não cabe na sua carteira, junto ao dinheiro, cartões e documentos. Ela vai amassar no bolso, e as chances de perdê-la são grandes.


Por outro lado, quem tiver a carteira de vacinação digital, só vai precisar desbloquear o celular e abrir o app do Poupatempo para acessar a certificação. É fácil, simples e prático, todas as informações estão na palma da mão. A comprovação dos dados é feita por meio do QR Code, presente na carteira.

Em breve, a carteira de vacinação digital estará disponível para todos os brasileiros, facilitando, e muito, não apenas a comprovação como também a vacinação. Com o uso da digital, estima-se a redução em até 90% no tempo de permanência nos postos de vacinação.


Fonte: Blog Unimed Seguros

3 visualizações0 comentário