Caderno e caneta-tinteiro

BLOG

Sobre Seguro

Allianz inicia parceria mundial Olímpica e Paralímpica de oito anos

Seguradora expandiu programas piloto para envolver e reunir atletas, equipes, voluntários e torcedores em mais de 200 países.

A Allianz iniciou oficialmente sua parceria mundial de oito anos com os Movimentos Olímpico e Paralímpico em 1º de janeiro, com base em sua colaboração com o Movimento Paraolímpico, que já ocorre desde 2006.

“A companhia tem orgulho em ser a seguradora parceira mundial dos movimentos Olímpico e Paralímpico,” disse Oliver Bäte, CEO do Grupo. “Como apoiadora do ecossistema esportivo e por meio do compartilhamento de

image3.jpg

valores fundamentais de excelência, amizade, inclusão e respeito, a empresa e nossos 148.000 colaboradores e 100.000 parceiros estão entusiasmados em cuidar e atender os atletas, suas famílias e suas ambições”.

Desde o anúncio da parceria, em setembro de 2018, a seguradora envolveu torcedores, atletas, equipes e funcionários por meio da promoção à saúde em quatro mercados-piloto: Austrália, China, França e Espanha. A empresa apresentou a “Semana do Bem-Estar”, do Comitê Olímpico Australiano, que destacou maneiras de melhorar a saúde mental. A companhia também trabalhou com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Paris 2024, com a finalidade de incentivar pessoas a caminhar ou correr pelo “Clube Paris 2024”, uma iniciativa para se movimentar e participar dos Jogos.

A Allianz expandirá iniciativas locais para se conectar com atletas e torcedores em todo o mundo. Para citar alguns exemplos, a seguradora oferecerá aos clientes e colaboradores a chance de participar do Revezamento da Tocha Olímpica, em Pequim 2022, e envolverá os jovens com o espírito e os valores dos Movimentos Olímpico e Paralímpico por meio de esportes experimentais e relacionamento com atletas em seus Allianz Sports Camps. Além disso, apoiará os Movimentos Olímpico e Paralímpico com soluções e serviços de seguros personalizados.

“Estamos entusiasmados em fazer parte de uma comunidade global de atletas e pessoas entusiastas do esporte e do trabalho em equipe. Os Movimentos representam uma das ideias mais universais da história, porque unir as pessoas por meio de valores compartilhados é o cerne de sua mensagem. E agora a seguradora faz parte dessa história”, comentou Eduard Folch, presidente da Allianz Brasil.

“Como o anúncio da parceria foi feito em 2018, nossas equipes já estão trabalhando juntas nos principais mercados-piloto para apoiar os atletas e o Movimento Olímpico”, disse o presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), Thomas Bach. “Ao começar este novo ano olímpico, estamos entusiasmados em iniciar seriamente nossa colaboração global com a companhia”.


“A Allianz traz visibilidade global aos atletas e valores do Movimento Paralímpico e esperamos pela próxima fase trabalhando juntos”, acrescentou o presidente do IPC (Comitê Paralímpico Internacional), Andrew Parsons.


A parceria vai de 2021 a 2028. Mais detalhes podem ser encontrados no site da seguradora.

Seguradora expandiu programas piloto para envolver e reunir atletas, equipes, voluntários e torcedores em mais de 200 países.

Assist Card oferece descontos no teste PCR para segurados

Seguindo as determinações da portaria nº 648/2020, a seguradora assinou convênios com mais de 100 clínicas e laboratórios ao redor do mundo.

Segundo portaria nº 648/2020, publicada no Diário Oficial em 17 de dezembro, ficou determinado que desde o dia 30 de dezembro de 2020, em voos do exterior com destino ao Brasil, todo viajante (brasileiro ou estrangeiro, incluindo tripulantes) deve apresentar o teste RT-PCR com resultado negativo ou não reagente para Covid-19. Este, para que seja válido, deve ter sido feito até 72 horas antes da viagem de retorno.

A exigência vale para qualquer viajante a partir de 12 anos de idade. Menores de 2 anos estão dispensados da apresentação do teste, assim como crianças com idade entre 2 e 12 anos, desde que seus acompanhantes cumpram todas as exigências. Já crianças entre 2 e 12 anos viajando desacompanhadas são obrigadas a apresentar o exame, da mesma forma que os demais.

Diante disso, a Assist Card assinou convênios com mais de 100 clínicas e laboratórios ao redor do mundo, que passam a oferecer descontos na realização dos testes RT-PCR. Os descontos dependem de cada laboratório, mas podem chegar a 20%. Em Portugal, por exemplo, um dos destinos de maior incidência de brasileiros, o preço para passageiros da seguradora passa de EUR 101 para EUR 85 na rede de laboratórios Synlab. Na Argentina, apresentando o voucher da companhia, os turistas brasileiros possuem até 20% de desconto na rede de Diagnósticos Maipu.

image5.png

(FOTO: Callaghan 'Hare/Reuters)

“Como empresa global, com 74 escritórios espalhados pelo mundo, aproveitamos nossas estruturas locais para negociar e garantir benefícios aos nossos passageiros. A lista completa de locais e laboratórios para a realização do teste RT-PCR pode ser encontrada

através no link”, esclarece

Alexandre Camargo, country Manager da seguradora.

A medida que exige apresentação de resultado negativo para coronavírus não é novidade para o turismo, como mostra o relatório de dezembro da UNWTO (Organização Mundial de Turism). Segundo a publicação, o teste vem sendo adotado por um número crescente de países e em novembro de 2020 chegou a ser exigido por 58% dos destinos de todo o mundo, que solicitaram o exame na chegada de turistas internacionais.

Assist Card e seguro contra Covid-19

Vale lembrar que a companhia é uma das poucas empresas do mercado que trata a doença como qualquer outra enfermidade. Ou seja, ao contrário de outras organizações que exigem a contratação de coberturas adicionais para Covid-19, ao contratar um seguro viagem o segurado já passa a contar automaticamente com a assistência médica necessária caso teste positivo para o vírus. Os preços partem de US$ 6,89, por dia, para viagens internacionais e R$ 9,00, por dia, para viagens nacionais.

Segundo Camargo, “a segurança dos viajantes sempre foi prioridade para a companhia, por isso, tanto para viagens nacionais, quanto internacionais, já incluímos a proteção médica contra o coronavírus em nossos produtos sem cobrar nada a mais por isso”. “Quanto ao teste RT-PCR, a Assist Card percebe a importância da realização do mesmo antes do retorno ao Brasil e quer ajudar os viajantes nessa etapa, garantindo que todos possam voltar sem complicações”.

Boletim Focus eleva projeção da Selic, como já era esperado, afirma CNseg

As projeções de inflação continuam comportadas, mas ainda entregam uma taxa de juros real negativa

A expectativa do mercado para a taxa básica de juros do Brasil, a Selic, no fim de 2021 voltou a subir de 3,00% para 3,25%, após

image4.jpg

queda na semana passada. Já a projeção para a Selic em 2022 e 2023, a expectativa é de que seja de 4,75% e 6%. Na ata de dezembro do Copom, o Banco Central sinalizou que as condições para a manutenção do forward guidance, ou seja, uma “orientação futura”, poderiam não ser mais satisfeitas, mas indicando que não implicaria em aumento de taxa de juros, ressaltou Priscila Aguiar, economista do Comitê de Estudos de Mercado da CNseg, a Confederação Nacional das Seguradoras.

“Entretanto, à medida que os indicadores econômicos têm mostrando um cenário mais positivo e as projeções de inflação permaneçam próximas à meta, o mercado observou que há espaço para um aumento da taxa no decorrer de 2021. Como já temos comentado nas nossas avaliações, as projeções de inflação continuam comportadas, mas ainda entregam uma taxa de juros real negativa, que é sustentável no período de pandemia, mas não em um período da normalidade como espera-se para 2021. Com o retorno da atividade econômica, é previsto que a taxa de juros volte também ao patamar normal”, avalia. 

A economista também destaca que as medianas do Focus para 2020 mostraram ajustes marginais no PIB e no IPCA. Para 2021, além do aumento da projeção para a taxa Selic, a taxa de inflação medida pelo IPCA reduziu para 3,32%, ante 3,34% da semana anterior, que pode ser resultado da expectativa de menor pressão dos alimentos e a redução na tarifa de energia elétrica em janeiro, pela alteração da bandeira de “vermelha 2” em dezembro para “amarela”. Para a projeção do PIB 2021, houve um leve aumento, que passou de 3,40% para 3,41%. Entretanto, em função do efeito “carregamento estatístico”, é esperado aumento nas métricas anualizadas.

image6.png

* (Clique para ampliar)

Evolução da LGPD nos Planos de Saúde será abordada em treinamento do IBDSS

image1_auto_x1.jpg

O Instituto Brasileiro de Direito da Saúde Suplementar (IBDSS) aplicará o curso “A Lei Geral de Proteção de Dados e as Operadoras de Planos Privados de Assistência à Saúde” dias 28 e 29 de janeiro de 2021 – 15h00 às 18h00. A transmissão é por recursos de Internet. 

O curso propõe fazer uma análise jurídica da LGPD e sua aplicação às operadoras de planos privados de assistência à saúde, com referência ao tratamento dos dados pessoais de seus beneficiários.

Ocorre que, na maior parte dos casos, os dados que são tratados pelas operadoras decorrem do cumprimento de leis e normas da Agência Nacional de Saúde Suplementar, devendo as operadoras identificar os seus fundamentos legais e normativos, verificando as situações onde será exigido o consentimento expresso do beneficiário, explica José Luis Toro da Silva, presidente do IBSS.

Será examinada a relação existente entre as operadoras, seus credenciados e demais prestadores de serviços da área de saúde – controlador e operador – que se utilizam dos dados recebidos pela operadora em decorrência de sua atividade, analisando, inclusive, a forma de se mitigar eventuais riscos.

Além de examinar as situações nas quais se fará necessário o consentimento do beneficiário, serão discutidas as principais cláusulas e condições que eventualmente deverão ser incluídas nos contratos e termos submetidos aos beneficiários, bem como os cuidados que as operadoras deverão tomar, principalmente porque se trata de um contrato cativo de longa duração. E serão analisados os principais aspectos da mencionada lei com o enfoque na realidade das operadoras de planos de saúde, inclusive, com referência as responsabilidades, sanções e precauções que deverão ser tomadas, a fim de harmonizar a LGPD com os procedimentos internos da operadora.

De acordo com José Luiz Toro, a LGPD é estratégico nos planos de saúde e a ANS tem evoluído nas normas para adequação do setor. “Este será um ano intenso para o setor, seja por conta dos efeitos da pandemia, seja pela intensa alteração protagonizada pela implantação da LGPD.

Fonte: Insurance

Prudential é pioneira na indenização em consequência a Covid-19

A Prudential do Brasil, subsidiária de uma das maiores seguradoras do mundo e a maior seguradora independente do Brasil no segmento de pessoas, excluindo VGBL, foi a primeira seguradora no País a cancelar a cláusula que excluía o tópico pandemia de seus contratos abrindo precedentes para que outras também seguissem o mesmo caminho. “A nossa parceria é para a vida e estamos aqui para cumprir a

image2.jpg

nossa missão de proteger as pessoas, suas famílias e seus negócios”, afirma Humberto Madeira, vice-presidente de franquias da Prudential do Brasil.

A empresa que cresce ano a ano por meio do sistema de franquias conta com rede de 1.541 corretores franqueados e master franqueados. O objetivo é dobrar a quantidade de franquias em até cinco anos para aumentar a capilaridade da marca e sua presença em todo o país.


O mercado de seguros de vida no Brasil ainda tem muito espaço para crescer. Hoje, apenas 15% da população economicamente ativa do país tem seguro de vida. Nos Estados Unidos são 70% e no Japão e na Coreia do Sul, mais de 90%. Com investimento inicial de R$ 30 mil, a marca permite aos seus franqueados que trabalhem em casa ou em qualquer local desejado. A empresa tem, ao mesmo tempo, pontos de apoio que o franqueado pode utilizar nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Somente na cidade de São Paulo são 12 e no Rio, 5. Em 2021, será inaugurado o primeiro ponto de apoio no Nordeste.


O mercado de seguros de pessoas (seguros de vida, de acidentes pessoais, viagem, educacional, entre outras modalidades de proteção) registrou prêmios de R$ 4,25 bilhões em setembro de 2020. O valor, que se refere às contratações de coberturas para riscos pessoais, é 19% superior aos R$ 3,57 bilhões movimentados no mesmo mês de 2019, segundo dados da FenaPrevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), que representa 68 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país. O dado mostra que o brasileiro está mais preocupado com seu futuro e de sua família, além de querer manter o padrão e a qualidade de vida independentemente das adversidades.

Fonte: Insurance